Ir para o conteúdo Ir para a navegação principal Pular para o rodapé

Bahia é o terceiro estado do país em mortes de pessoas transgênero, diz estudo


A Bahia está em terceiro lugar dentre os estados do Brasil em relação aos registros de assassinatos de pessoas transgênero. Os dados foram publicados nesta quarta-feira, 29, pelo relatório da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), a partir de número obtidos no ano passado.

De acordo com as informações, a capital baiana contalibiza oito mortes dentre as 124 registradas em todo o Brasil, com foco em homens e mulheres transexuais, transmasculinos e travestis, em situações de transfobia.

Conforme a entidade, somente 11 dos casos tiveram os suspeitos identificados. A publicação chama a atenção para a subnotificação das mortes, pois nem sempre a motivação dos crimes revelada.

O estado de São Paulo registrou 21 homicídios, liderando a lista. Em segundo lugar, está o Ceará, com 11 casos. Pernambuco, com 8 mortes, divide o terceiro lugar com a Bahia.

O relatório aponta ainda que, a cada dia, 11 pessoas transgênero sofreram agressões. Além disso, 82% das pessoas agredidas eram negras (pardas ou pretas). Em 2018, conforme os dados, foram registrados 163 assassinatos.

Fonte: A Tarde