Câmara realiza Sessão Especial em homenagem ao Dia Internacional da Pessoa Afrodescendente

A Câmara Municipal de Camaçari realizou, na manhã desta terça-feira (30/08), Sessão Especial em homenagem ao Dia Internacional da Pessoa Afrodescendente, data que foi promovida pelo Governo da Costa Rica em dezembro de 2020 e em seguida adotada pela ONU, visando reafirmar o compromisso dos governos com o reconhecimento, justiça e o desenvolvimento voltado para pessoas de ascendência africana.

A sessão foi solicitada e presidida pela vereadora Professora Angélica (PP), que deixou claro que é preciso muito mais do que discursos de afirmação. “Quando falamos de população afrodescendente estamos falando de nossas origens, mas não ficaremos apenas nas palestras, queremos ações”, antecipou.

A sessão foi iniciada com uma apresentação cultural das irmãs da dupla gospel “Bias Cruz”. Em seguida, a vereadora entregou uma Moção de Aplausos para o professor Douglas Barbosa Pereira, pelo seu trabalho no Projeto Percussivo Som do Timbau, que promove o resgate e socialização de jovens, reforçando a importância de se valorizar. “Essa homenagem vai para as pessoas que vestem a camisa, que estão na comunidade, que estão batalhando e transformam vidas. E homenagear Douglas é falar sobre isso”, reforçou a parlamentar.

A tribuna do plenário Osvaldo Nogueira recebeu como palestrantes do evento a pedagoga e conselheira tutelar de Camaçari, Valdineia Mota, que falou sobre a violência contra as mulheres negras, ressaltando que o Brasil é o quinto país que mais mata mulheres no mundo. Segundo Valdinéia, o machismo e o racismo estão tão normalizados e estruturados na sociedade brasileira. “Quando uma mulher é agredida nós não culpamos o agressor, perguntamos o que ela fez para ser agredida. Nós precisamos mudar isso, não dá para fazer de conta que essas coisas não acontecem perto de nós”, declarou.

Em seguida, utilizou a tribuna o engenheiro mecânico, Samuel dos Santos, que criou o projeto Subúrbio Mais, iniciativa que oferece diferentes cursos técnicos de forma gratuita para populações pobres do subúrbio ferroviário de Salvador. Em seguida a fala foi dada à representante da Rede Refavela, Janete Ferreira, que falou sobre o tema das mulheres negras e espaço de poder. Ela iniciou sua fala pedindo que a sacerdotisa Alga Borges fizesse uma canção em homenagem a Ogum após a benção aos mais velhos e mais novos, e lembrando que o ano de 2022 é o oitavo ano da Década Internacional dos Afrodescendentes – 2015 a 2024, instituída pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas – ONU, por meio da resolução 68/237.

Ainda utilizaram a tribuna o pastor, Gilberto Araújo, e o mestre de capoeira, Renildo dos Santos, que finalizou a sessão com uma apresentação cultural com seu grupo de capoeira.

 

tv CÂMARA


24.11 | 12ª Sessão Ordinária do 2º Período Legislativos – 24 de Novembro 2022
Assista também a TV Câmara ao vivo pelo celular através do YouTube