Ir para o conteúdo Ir para a navegação principal Pular para o rodapé

Férias sem dor de cabeça: veja como economizar em viagens

Uma pessoa que tenha começado a planejar as suas próximas férias com ao menos seis meses de antecedência deve pagar até 30% menos para curtir as mesmas atrações em relação a quem decidiu esta semana que vai viajar para aquele mesmo lugar. Ainda assim, mesmo deixando para última hora, é possível garantir o passeio das férias com algum grau de economia.

Consultores financeiros ouvidos pelo CORREIO alertam que este não é o melhor momento para fazer viagens ao exterior por causa da mudança de governo, e pregam parcimônia no uso do cartão de crédito, já que o trabalhador só volta a receber salário um mês após o retorno das férias. Por outro lado, eles dizem que ferramentas online ajudam a conseguir descontos e reduzir os gastos com o turismo.

“O trabalhador tem que levar em conta que o dinheiro extra que ele tem para viajar são os 30% de abono. O resto é o salário do mês em férias que foi antecipado”, diz o economista Edísio Freire, educador financeiro e colunista do CORREIO. O também economista Paulo Dantas lembra ainda que no início do ano chegam as contas de IPTU, IPVA, matrícula e material escolar. E que com a mudança de governo convém não gastar muito. “Ninguém sabe exatamente o que vai acontecer, então não é um bom momento para criar dívidas”, justifica

Limite

De olho nos alertas, é hora de planejar o que dá. O primeiro passo é escolher o destino. A preferência deve recair sobre aqueles menos badalados, pois, mesmo na alta estação, estarão com preços abaixo no comprativo com os que são mais procurados. Melhor ainda se o destino for no Brasil mesmo, para evitar endividamento em dólar.

Outro ponto a ser analisado cuidadosamente é a hospedagem. Levante o orçamento de hotéis, pousadas e de casas com aluguel por temporada. Examine não só o preço, mas também a localização pois a economia feita em relação a um hotel cinco estrelas, por exemplo, pode se perder com gastos de táxi.

Após pagar passagem e hospedagem, veja o quanto sobrou do dinheiro das férias e divida pelos dias em viagem para ter uma média de gastos diários.

Sites como Airbnb e Tripadvisor ajudam a encontrar boas alternativas de passeios, experiências e alimentação por preços módicos. Verifique também se a cidade a ser visitada dispõe do serviço de Uber, o que lhe permite economizar com deslocamentos caso o transporte público não seja uma opção.

 

Exterior

Se a viagem for mesmo para o exterior, Alex Magalhães, que é mestre em Controladoria e Finanças e professor dos cursos de Administração e Ciências Contábeis do Centro Universitário Estácio da Bahia, ensina que a primeira coisa a fazer para economizar com as compras durante viagens ao exterior é ficar atento ao limite de compras que você pode trazer de equipamentos eletrônicos.

Para ele, o viajante também deve verificar a relação entre o preço em dólar na loja estrangeira e o quanto estaria pagando em dólares, caso fizesse a compra em reais, no Brasil. “Considerando que lá os impostos são bem menores”, destaca.

Nas compras no exterior com cartão de crédito, débito ou pré-pagos há incidência de IOF, que gira em torno de 6% a 7% do valor total.

Outro ponto a ser levado em conta é o limite do cartão de crédito. Magalhães desaconselha a viagem com o cartão que se usa ao longo do ano porque, na empolgação, o viajante pode sair comprando tudo o que vê pela frente sem analisar o crescimento da fatura.

“Minha sugestão é que se viaje com um cartão com valor prefixado, com base no limite que o trabalhador estipulou durante o planejamento. Esses cartões podem ser adquiridos em casas de câmbio”, explica o professor.

 

Câmbio

Magalhães recomenda, entretanto, que se evite viagens ao exterior neste momento, pois o câmbio está desfavorável. “O valor do dólar ainda está alto, com cotação em torno de R$ 3,8. E como não se sabe o que vai acontecer no governo, pode haver muita oscilação”, declara.

Magalhães reafirma que a melhor maneira de evitar dívidas é planejar. “O primeiro passo é definir para onde s e quer ir, quanto tempo ficar neste destino, que opções pode utilizar para deslocamentos, estadia e até mesmo quanto quer gastar com compras e alimentação. Planejar com antecedência é a melhor dica para não terminar as férias endividado”, diz.

O especialista em finanças lembra ainda que o uso indiscriminado do cartão de crédito é o que mais contribui para o aumento das dívidas dos brasileiros. Para evitar que isso aconteça, ele recomenda definir um limite de gastos para compras e alimentação. Para quem vai sair do país, Magalhães aconselha utilizar um cartão com abastecimento pré-pago. Outra boa alternativa é reservar uma quantia em dinheiro para negociar descontos.

Para quem não conseguiu planejar a viagem, Magalhães afirma que a melhor opção é buscar alternativas dentro do Brasil. “O nosso país possui ótimos lugares que não deixam nada a desejar ao exterior e com um custo bem mais baixo”, destaca.

Turista alemã conta como os apps a ajudam a economizar

Confira:

“Eu moro nos Estados Unidos e venho a Salvador todos os anos, durante o verão. Eu compro a maioria do tempo pelo expedia.com. Normalmente eles têm preço bom. Você tem que monitorar as mudanças no preços de voos. Eles também oferecem voos e conexões diferentes. Cheguei de viagem no último dia 11, mas eu comecei a procurar voo para Salvador no meio de outubro. Estavam caríssimos. De repente, no meio de novembro ( acho que foi mais ou menos no dia 13) surgiu o voo que comprei; US$ 800, Los Angeles-Sao Paulo-Salvador. Foram 2 horas em São Paulo para trocar de avião. Como falei antes, gosto de expedia.com, mas você tem que monitorar os voos”.

“Ok, claro que primeiro tem Airbnb. Mas todo mundo já sabe disso. Há grupos no Facebook para pessoas que gostam de viajar. Eu estou num grupo que se chama couchsurfing das mina. É só para mulheres. Você pode postar e pedir um lugar para ficar ( de graça normalmente) com uma mulher que está no grupo também. Pode oferecer fazer um jantar ou coisa assim. Também pode pedir recomendação de onde tem albergue bom, seguro e barato, além de o que fazer no lugar para onde você está viajando. É um grupo bem legal. às vezes recomendo para conhecidas, principalmente para mulheres mais jovens que gostam de mochilar”.

“Também faço um pouco de pesquisa. Acho bom procurar alguém que mora no lugar para onde se quer viajar. Talvez você tenha um amigo que conhece um amigo que mora lá e pode indicar bons programas. Outro site que uso é o Secret Flying, que traz voos com erros de preço por parte das companhias”.

Veja os destinos mais baratos saindo de Salvador

Aracaju é o destino aéreo mais barato para quem for viajar a partir de Salvador entre janeiro e fevereiro de 2019, segundo levantamento feito para o CORREIO pelo site kayak.com. Uma passagem para a capital sergipana está saindo em média por R$ 304. A lista de destinos mais em conta para os soteropolitanos tem, em ordem crescente, Porto Seguro (R$ 335), Recife (R$ 348), Vitória da Conquista (R$ 450), Ilhéus (R$ 462), Fortaleza (R$ 483), Belo Horizonte (R$ 489), Vitória (R$ 490) e Teresina (R$ 494).

Eduardo Fleury, Líder de Operações do Kayak no Brasil, recomenda cinco princípios para quem quer economizar com a viagem. O primeiro é antecedência na compra. “Em situações normais, comprar passagens para destinos nacionais com um mês de antecedência e para destinos internacionais com 3 a 4 meses pode garantir uma economia de até 25% em seu valor”, afirma.

O executivo também recomenda que se evite horários de pico. Por exemplo, em vez de viajar na sexta para voltar no domingo, o viajante pode ir no sábado e retornar na segunda, garantindo um preço menor.

Em relação à hotelaria, Fleury recomenda atentar para a data da viagem. Chegar à noite pode ser um gasto desnecessário. “Para um feriado em uma sexta-feira, por exemplo, o viajante pode ir na quinta-feira à noite ou na sexta-feira de manhã. Viajando na quinta-feira pagará uma diária adicional de hotel e mal aproveitará o destino, pois já chegará para dormir”, observa.

Quanto à escolha de destinos, Fleury concorda que há destinos nacionais interessantes que podem substituir viagens ao exterior no final do ano.

E, finalmente quanto aos pacotes, Fleury destaca que é possível escolher opções predefinidas ou customizadas. “Essa segunda opção vem sendo cada vez mais possibilitada pela tecnologia, mas não há fórmula certa de como viajar”, diz.

Dica da semana: viagem boa e em conta

Planejamento O ideal é começar a planejar as suas férias com pelo menos seis meses de antecedência, pois assim é possível gastar até 30% menos. Não sendo possível, a economia vai depender da escolha de destinos, de modo de hospedagens e restaurantes menos concorridos.

Flexibilidade Talvez você não consiga ir para o destino dos seus sonhos no auge da temporada, mas se der para remanejar a viagem para a baixa estação ou conseguir um dia de folga para emendar com o fim de semana, dá para conseguir preços melhores do que os praticados em feriadões e datas comemorativas

Viajar pelo Brasil Com o dólar em alta, passar as férias em território nacional pode ser uma alternativa mais viável para o orçamento familiar. Ainda assim, vale a pena pesquisar, com meses de antecedência, promoções em hospedagem e passagens aéreas. Use ferramentas como o TripAdvisor, Kaiak e Skyscaner para encontrar passagens mais em conta.

Cartão de crédito Evite usar todo o limite. A facilidade de ter esse recurso disponível pode se tornar uma grande dor de cabeça na hora de pagar a fatura. Uma possibilidade é estabelecer com antecedência o teto do que se vai gastar e se autocontrolar. Para quem vai viajar para o exterior, é possível comprar nas casas de câmbio cartões de crédito para viagem com limite prestabelecido.

Compras no exterior Se for viajar ao exterior e quiser comprar artigos eletroeletrônicos, fique atento aos limites estabelecidos pela Receita Federal para não ter problemas com a Alfândega. E calcule se o valor a ser pago em dólar na loja está de fato mais em conta do que o que se pagaria em uma compra no próprio Brasil, considerando também taxas e impostos.

Fonte: Correio*