Sefaz aponta crescimento do município durante audiência de prestação de contas

A Câmara realizou, na manhã desta sexta-feira (30/09), audiência pública da Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz) para apresentação da prestação de contas do 2º quadrimestre de 2022, que mostrou que o município alcançou superávit de R$ 87 milhões, aproximadamente.

A atividade foi realizada virtualmente e os dados foram apresentados pelo secretário Joaquim Bahia, que mostrou que o valor da receita arrecadada até agosto de 2022 foi de R$ 1,302 bilhão, contabilizando 70,08% do previsto, que era de R$ 1,858 bilhão. Segundo os dados, houve um aumento de 22,84% na arrecadação, em comparação ao mesmo período de 2021.

Para o secretário, os dados mostram que Camaçari está crescendo. “Todos os dados que estão aqui apresentados mostram o crescimento da cidade. Vemos que a receita do ISS, por exemplo, segue crescendo, mesmo com a perda de muitas indústrias, dentre elas a Ford. Isso nos mostra que as previsões tendem a ser de um orçamento acima de R$ 2 bilhões, quando se encerrar essa gestão. Esse é um dado importante de reforçar, pois é resultado de uma gestão que está executando projetos. Prevemos que 2023 e 2024 serão anos de muitas realizações para a cidade”, afirmou.

Já em relação às despesas do município, o secretário informou que já foram executados R$ 1,215 bilhão, dos R$ 1,907 bilhão que estava previsto, o que representa 63,7% da previsão. Ele também mostrou que houve um aumento de 26,21% nas despesas em relação ao mesmo período de 2021.

Para o secretário, esse aumento é justificado por diversas questões, dentre elas os reajustes concedidos a servidores públicos, pagamento de precatórios, aumento dos serviços de saúde, com a execução de programas como o Sesau Fila Zero, e o retorno às aulas presenciais. “Essas são as chamadas despesas boas, que são despesas em investimento e serviços oferecidos para a população”, destacou.

O secretário também informou os percentuais investidos em diversas áreas. O gasto com pessoal está em 40,35%, sendo que o limite prudencial é de 51,3%. Já o percentual aplicado em educação até agosto foi de 21,27%, sendo que o mínimo determinado por lei é de 25%. Sendo o secretário, esse percentual será alcançado nos próximos meses, com a previsão de pagamento de 13º e outros direitos dos servidores, por exemplo. Por sua vez, o percentual destinado à saúde foi de 20,33%, sendo que o mínimo é de 15%.

Após a apresentação do secretário foi aberta a fala ao público, sendo que não houve nenhum inscrito por parte da população para fazer perguntas ao secretário. Entre os vereadores, o primeiro a falar foi o vereador Flávio Matos (União), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara. “Estamos em um momento difícil economicamente. Mas vemos aqui um compromisso técnico muito importante para promover o crescimento da nossa cidade. Vimos que os dados estão positivos e que há uma previsão muito otimista para o futuro. Agradecemos todo o esforço feito para garantir investimentos que levam mais qualidade de vida para os camaçarienses”, declarou.

Em seguida, o vereador Gilvan Souza (PSDB) destacou a importância da transparência na apresentação dos dados. “Quero parabenizar toda a Sefaz e também à gestão pelo compromisso aqui visto. Sinto-me muito orgulhoso de ver uma apresentação tão transparente e que demonstra que todos os recursos estão sendo investidos em projetos que possam levar mais serviços e benefícios para a nossa população”, concluiu.

tv CÂMARA


24.11 | 12ª Sessão Ordinária do 2º Período Legislativos – 24 de Novembro 2022
Assista também a TV Câmara ao vivo pelo celular através do YouTube